segunda-feira, 14 de maio de 2012

Kamen Rider (VI)

Hoje veremos dezoito novos Kamen Riders! Não acreditam? Pois continuem lendo!

Kamen Rider Ryuki
2002


Existe, paralelo ao nosso, um estranho mundo conhecido como Mundo Espelho, habitado por monstros. Incapazes de existir de outra forma, esses monstros precisam se alimentar da energia vital dos seres humanos. Como eles não podem deixar o Mundo Espelho por mais de alguns segundos, precisam de alguém para levar os humanos para lá. Com esse propósito, os treze monstros mais poderosos armam um esquema curioso: criam treze baralhos, conhecidos como Advent Cards, e os oferecem a humanos previamente selecionados. Um humano portador de um baralho de Advent Cards se torna um ser de grande poder, conhecido como Kamen Rider, e tem como missão usar esses poderes para atrair humanos para o Mundo Espelho, onde seu Contratante, o monstro que lhe deu o baralho, se alimentará de sua energia vital. Um pequeno detalhe, porém, sai do controle dos monstros: se um dos Kamen Riders conseguir matar todos os outros, os Advent Cards lhe conferirão um desejo, qualquer coisa que ele quiser. Essa perspectiva dá início à Guerra dos Riders, onde cada Kamen Rider, além de servir seu Contratante, tenta destruir os demais e ter seu desejo realizado.

Um dia, o jovem estagiário de jornalismo Shinji Kido está investigando os misteriosos desaparecimentos que ocorrem por toda Tóquio quando encontra um dos baralhos de Advent Cards. Ao tocá-lo, ele vai parar no Mundo Espelho, onde quase é devorado pelo dragão Dragredder. Shinji é salvo por Kamen Rider Knight, que lhe explica toda a história do parágrafo acima. Kamen Rider Knight trabalha não para um monstro, mas para a jovem Yui Kanzaki, que deseja encontrar seu irmão desaparecido Shiro, verdadeiro inventor dos Advent Cards.

Ao descobrir a verdadeira história por trás dos desaparecimentos - evidentemente, as pessoas estão sendo levadas ao Mundo Espelho para alimentar os monstros - Shinji decide ele mesmo se tornar um Kamen Rider, e usar seus poderes não só para impedir que mais pessoas sejam comidas, mas também para pôr um fim na Guerra dos Riders, que considera tola e sem sentido. Oferecendo seus serviços a Dragredder, que passa a ser seu Contratante, Shinji se torna o Kamen Rider Ryuki.

Assim como os demais Kamen Riders da série, Ryuki tira seus poderes de suas Advent Cards, que devem ser passadas como um cartão de crédito em um aparelho acoplado em seu punho esquerdo, chamado Drag Visor. Cada carta pode representar um ataque (Dragon Rider Kick), uma arma (a espada Sword Vent, o lança-chamas Strike Vent ou o escudo Guard Vent) ou até mesmo conjurar Dragredder para lutar ao lado de Ryuki por alguns segundos. Ryuki só tem acesso a essas cartas e à sua forma principal, vermelha, quando está sob o contrato de Dragredder; logo após encontrar os Advent Cards, e durante alguns momentos da série nos quais o contrato é rompido, ele só tem acesso a uma segunda forma, a Blank Form, de cor azul e bem mais fraca - sendo, inclusive, a mais fraca de todas as formas de todos os Kamen Riders da série.

Mais para o final da série, Ryuki encontra uma carta especial, a Survive Rekka. Com ela, ele pode se transformar em Kamen Rider Ryuki Survive, uma forma muito mais poderosa que a sua original. Quando Ryuki usa essa carta, Dragredder também se transforma em Dragranzer, que tem ataques muito mais poderosos e ainda pode assumir uma forma de motocicleta - pois todo Kamen Rider que se preza tem uma, então Ryuki não poderia ficar sem a sua.

Aparentemente, os produtores de Kamen Rider Ryuki viram que a fórmula de mais de um Kamen Rider por série adotada em Kamen Rider Agito fez sucesso e quiseram copiar, mas exageraram. Isso resultou em nada menos que 10 Kamen Riders brigando uns com os outros para ver quem teria seu desejo atendido. Depois de Ryuki, o mais importante é Kamen Rider Knight. Na verdade o jovem solitário Ren Akiyama, Kamen Rider Knight quer usar seu desejo para libertar sua noiva, Eri Ogawa, de um coma irreversível. Akiyama ficou sabendo do Mundo Espelho e da Guerra dos Riders através de sua amiga Yui Kanzaki, que lhe pediu para que ele também usasse seus poderes para ajudá-la a encontrar seu irmão desaparecido, Shiro, verdadeiro criador dos Advent Cards e da Guerra dos Riders. Knight tem como Contratante o morcego Darkwing - curiosamente, o responsável pelo coma de Eri, causado durante uma de suas manifestações em nosso mundo - que pode se acoplar à sua armadura como uma espécie de capa, que atua como escudo e lhe permite voar. Knight usa seus Advent Cards em sua espada Dark Visor, e ainda conta como arma com a lança Wing Lancer. Mais para o final da série, com o uso da carta Survive Shippu, ele se torna Kamen Rider Knight Survive, e Darkwing se transforma em Darkraider, que também pode assumir uma forma de motocicleta.

O terceiro Kamen Rider a aparecer é Kamen Rider Scissors, um detetive corrupto chamado Masashi Sudo, que usa seus poderes de bom grado para conseguir comida para seu Contratante, o caranguejo Volcancer, e não se furta a usar técnicas desonestas - como descobrir suas verdadeiras identidades e ameaçar seus entes queridos - para vencer os demais Kamen Riders. Em seguida surge Kamen Rider Zolda, na verdade Shuichi Kitaoka, um advogado sem escrúpulos, milionário porém doente, que só tem mais alguns meses de vida, e decide trabalhar para o minotauro Magnugiga de olho no prêmio da Guerra dos Riders, com o qual desejará ser imortal para poder desfrutar de sua riqueza para sempre.

Já o vidente Miyuki Tezuka se tornou Kamen Rider Raia por acidente: na verdade, o escolhido para portar os Advent Cards da arraia Evildiver foi seu melhor amigo, um pianista que perdeu os movimentos das mãos após tê-las quebradas durante um assalto. O pianista se recusou a lutar na Guerra dos Riders e acabou devorado por um monstro, e Tezuka assumiu seu lugar. Diferentemente de Scissor e Zolda, Raia tem boa índole, começa como uma espécie de rival amistoso, e no fim se torna aliado de Ryuki e Knight.

O mesmo não se pode dizer de Kamen Rider Gai, o estudante Jun Shibaura, filho do riquíssimo presidente de uma multinacional da área de informática. Arrogante e acreditando que tudo na vida é um jogo, Shibaura aceita trabalhar para o rinoceronte Metalgelas apenas pelo prazer de destruir os demais Kamen Riders. Pior ainda é Takeshi Asakura, criminoso sádico que matou a própria família, e viu no contrato com a naja Venosnaker a oportunidade perfeita para sair da prisão e continuar matando, agora contando com os poderes de Kamen Rider Ouja.

Não perca a conta: o número oito é Kamen Rider Taiga, na verdade Satoru Tojo, que viveu toda sua vida como um pária e está disposto a fazer o que for preciso para se tornar aceito e famoso. A princípio ele vê no contrato com o tigre Destwilder a chance de ser um herói, mas depois chega à conclusão que a maneira mais fácil de se tornar conhecido é vencendo a Guerra dos Riders. O número nove é Mitsuru Sano, jovem que nasceu rico mas foi criado como pobre, pois seu pai não queria que uma infância endinheirada prejudicasse seu caráter. A estratégia acabou surtindo o efeito inverso, e Sano se tornou um mercenário, acreditando que o dinheiro tudo compra. Tendo o órix Gigazelle como Contratante, ele se torna Kamen Rider Impaler, que também age como mercenário, sempre sendo aliado do grupo de Kamen Riders que lhe oferecer mais vantagens no momento.

Finalmente, temos Kamen Rider Odin, cujo contratante é a fênix Goldphoenix. Odin, na verdade, é o próprio Shiro Kanzaki, que pelo jeito não está tão desaparecido assim. Sendo o criador dos Advent Cards, Odin é o mais poderoso de todos os Kamen Riders, e luta na Guerra dos Riders apenas para dificultar as coisas, já que não tem intenção real de vencê-la. Além de criador dos Advent Cards, Shiro Kanzaki também é o criador dos monstros que habitam o Mundo Espelho. Cientista envolvido com experimentos que tratavam de viagens entre as dimensões, durante um deles Shiro acabou encontrando o Mundo Espelho, e sua energia deu vida a desenhos que ele e Yui fizeram quando crianças. Além dos Contratantes, diversos outros monstros habitam o Mundo Espelho, atuando como Monstros da Semana quando os Kamen Riders não estão tentando matar uns aos outros.

Além desses Kamen Riders todos, a série conta com alguns coadjuvantes, como a equipe do jornal onde Shinji trabalha; a tia de Yui e Shiro, Sanaki, que é dona de um café; e o Professor Hitoshi Ejima, cientista que trouxe Darkwing para o nosso mundo e causou o coma de Eri durante um experimento. Mas os coadjuvantes mais curiosos são os chamados Alternatives: Hajime Nakamura e Hideyuki Kagawa eram cientistas da equipe do Professor Ejima, e, baseados nas anotações de Shiro, criaram os Alternative Cards, que lhes deram poderes semelhantes - mas muito mais fracos - que os dos Kamen Riders. Firmando um contrato com o monstro insetoide Psycorogue, eles se tornaram, respectivamente, Alternative e Alternative Zero.

Kamen Rider Ryuki teve um total de 50 episódios, exibidos entre fevereiro de 2002 e janeiro de 2003. Em setembro de 2002 foi ao ar um episódio especial, chamado Kamen Rider Ryuki Special: 13 Riders, que, curiosamente, trazia um "começo alternativo" para a série: ao invés de ser salvo de Dragredder por Kamen Rider Knight, Shinji é salvo de um monstro chamado Mispider, que o ataca e o leva para o Mundo Espelho, pelo Kamen Rider Ryuki original, que, muito ferido, não tem como prosseguir lutando, e passa seus Advent Cards, assim como seu contrato com Dragredder, para Shinji. Após destruir Mispider, o novo Kamen Rider Ryuki é abordado por Yui Kanzaki e Kamen Rider Knight, que lhe explicam a situação. 13 Riders marcou a estreia de um novo Kamen Rider (afinal, eram treze baralhos, mas só dez Kamen Riders apareciam na série), Kamen Rider Verde, um empresário riquíssimo chamado Itsuro Takamizawa, que aceita o contrato com o camaleão Biogreeza visando se tornar ainda mais rico e dominar o mundo. No melhor estilo Você Decide, o especial teve duas opções de final, e o que foi ao ar foi escolhido pelo público através de uma votação por telefone e internet enquanto o episódio era exibido.

Além desses episódios, Ryuki teve um filme para o cinema, Kamen Rider Ryuki The Movie: Episode Final. Se o episódio especial era um "começo alternativo", o filme era um final alternativo, começando imediatamente após o final do episódio 46. Nele, os Kamen Riders sobreviventes descobrem que só têm mais três dias para encerrar a Guerra dos Riders, ou todos morrerão. O filme tem a estreia dos dois Kamen Riders que faltavam, sendo um deles a primeira Kamen Rider feminina da história, Miho Kirishima, uma trambiqueira que seduz e rouba o dinheiro de homens ricos, e decide entrar na Guerra dos Riders para tentar ressucitar sua irmã, morta em um assalto. Através do contrato com o cisne Blancwing, ela se torna Kamen Rider Femme. O décimo-terceiro e último Kamen Rider é Kamen Rider Ryuga, uma cópia de Shinji que só pode existir sem armadura no Mundo Espelho, e quer vencer a Guerra dos Riders para se tornar uma pessoa de verdade no mundo real.

Ryuki também teve um especial lançado diretamente em DVD, Kamen Rider Ryuki Hyper Battle: Kamen Rider Ryuki vs. Kamen Rider Agito. Nele, Kamen Rider Ryuki descobre que há uma cópia maligna de Kamen Rider Agito no mundo espelho, e se une a Kamen Rider Knight, Kamen Rider Zolda, Kamen Rider Ouja e ao verdadeiro Kamen Rider Agito para derrotá-lo. Finalmente, em 2009, Kamen Rider Ryuki teria seus direitos comprados pela produtora norte-americana Adness Entertainment, que usaria várias de suas cenas - no mesmo estilo que a Saban usava as cenas dos sentai para produzir seus Power Rangers - para produzir uma série chamada Kamen Rider Dragon Knight.

Para terminar, vale citar como curiosidade que os Advent Cards, assim como as Gosei Cards do sentai Goseiger, eram uma jogada de marketing da Toei e da Bandai, que planejavam lançar um jogo que as utilizasse e vendê-las em boosters como um card game. O jogo jamais foi lançado, e as Advent Cards acabaram restritas ao universo ficcional.

Kamen Rider 555
2003


Antes de mais nada, esse 555 do título não se pronuncia "five-five-five", nem "gogogo", e muito menos "cinco-cinco-cinco". Se pronuncia "fáiz", uma forma corrompida de se dizer fives, "cincos" em inglês. Kamen Rider Faiz, aliás, é o nome de seu protagonista, sendo Kamen Rider 555 apenas o nome da série.

Tudo começa quando a corporação Smart Brain cria, através de experiências genéticas, seres que batiza de Orphnochs. Considerados o próximo estágio na evolução da humanidade, os Orphnochs planejam erradicar todos os seres humanos imperfeitos - ou seja, todos os que não forem Orphnochs - seja transformando-os em Orphnochs, seja simplesmente matando-os mesmo, para que todo o planeta seja povoado por Orphnochs. Como cada Orphnoch possui duas formas - uma exatamente idêntica a um ser humano, outra que parece uma cruza de vegetal e animal - eles se misturam a nós, e começam a pôr seu plano em prática.

Todos os Orphnochs, porém, possuem um "defeito de fabricação", uma falha em seu DNA que faz com que, em um momento aleatório, eles morram. Somente um único Orphnoch, chamado de Orphnoch King, por algum motivo desconhecido não só conseguiu "consertar" esse defeito, mas também ganhou o poder de removê-lo de qualquer outro Orphnoch. Como uma vida curta e de morte repentina impediria o total povoamento do planeta por Orphnochs, é de seu interesse que o Orphnoch King conserte esse defeito no maior número de Orphnochs o mais rápido possível. O problema foi que ele fugiu da Smart Brain há tempos, assumiu forma humana, e hoje ninguém sabe onde ele está.

Para encontrar e proteger o Orphnoch King, os cientistas Orphnochs criam três armaduras de grande poder, conhecidas como Rider Gears. Nem todos os Orphnochs partilham do mesmo plano, porém, e um dos renegados, o Dr. Hanagata, vê na criação das Rider Gears uma grande oportunidade de derrotar os líderes do grupo e iniciar um processo no qual humanos e Orphnochs viverão em paz. Ato contínuo, ele rouba as Rider Gears, e as dá de presente para seus três filhos adotivos. O que o Dr. Hanagata não contava era que as Rider Gears, sendo originalmente projetadas para serem usadas pelos Orphnochs, não poderiam ser usadas por humanos - e seus filhos, humanos, portanto, não teriam uso algum para elas.

O destino, contudo, cuidaria de colocar os planos do Dr. Hanagata em prática: após um estranho acidente e uma falha de comunicação, o jovem Takumi Inui, ele mesmo um Orphnoch, aborda Mari Sonoda, filha do Dr. Hinagata e portadora da Faiz Gear. Quase no mesmo instante, Mari é atacada por um Orphnoch, e Takumi começa a enfrentá-lo para salvá-la. Durante a luta, ela dá a Rider Gear a Takumi, que se transforma em Kamen Rider Faiz. A partir de então, Takumi passa a ser atacado por vários Orphnochs que querem a Faiz Gear de volta, e, convencido por Mari, decide combatê-los, encontrar e derrotar o Orphnoch King, para que o plano de limpeza genética dos Orphnochs seja frustrado.

Kamen Rider Faiz, cujo símbolo é a letra grega phi e o código para transformação é 555, possui três formas. Sua forma básica, além de uma armadura de cor prateada quase indestrutível, possui acesso total à rede de informações da Smart Brain, visão no escuro, visão de raios-x e acesso à pistola laser Faiz Pointer. Ao conseguir um artefato chamado Faiz Axel, Faiz passa a poder assumir a Axel Form, de armadura preta, que lhe permite mover-se à velocidade do som durante um tempo limitado e multiplicar sua força por 1,5 - com o efeito colateral de que, toda vez que abandona a Axel Form, Faiz fica esgotado fisicamente. Mais tarde na série, Faiz passa a poder assumir também a Blaster Form, de armadura vermelha, que pode voar e disparar poderosas rajadas de energia. Além dessas três formas, sendo ele um Orphnoch, Takumi pode assumir a forma de Wolf Orphnoch, na qual possui agilidade e sentidos ampliados.

Como originalmente eram três Rider Gears, a série possui três Kamen Riders. O segundo é Kamen Rider Kaixa, cujo símbolo é a letra grega chi e o código é 913 (ka-i-sa em goroawase, um método mnemônico japonês que pega as primeiras sílabas do nome de cada número e forma com elas uma palavra). Kaixa, na verdade, é um ex-colega de escola de Mari, Masato Kusaka, que, mesmo sendo humano, conseguiu misteriosamente ativar os poderes da Kaixa Gear e se transformar em Kamen Rider. Kaixa é o mais forte porém mais lento dos três Kamen Riders da série, e, além de acesso à rede da Smart Brain e visão noturna, possui acesso à arma Kaixa Blaygun, que é, ao mesmo tempo, pistola, adaga e espada laser, e à motocicleta Side Basshar, que pode assumir uma forma de batalha semelhante a um robô.

O terceiro Kamen Rider a surgir é Kamen Rider Delta. Na verdade, a Delta Gear passa de mão em mão - inclusive pelas de Takumi, Masato e dos vilões Rose Orphnoch e Dragon Orphnoch - até que quem se firma como Kamen Rider Delta é Shuji Mihara, outro ex-colega de escola de Mari - e outro humano; para justificar, foi revelado que humanos com modificações genéticas também podiam usar as Rider Gears. Delta é o mais veloz dos Kamen Riders da série, e, além das já padrão visão noturna e acesso à rede da Smart Brain, possui a pistola Delta Blaster e a rapidíssima motocicleta Jet Sliger, tão rápida que pode até voar. O símbolo de Delta é, evidentemente, a letra grega delta, e seu código de transformação é 333 (já que a letra delta é um triângulo).

Além dos Kamen Riders, a série conta com os Riotroopers, soldados da Smart Brain que usam um dispositivo de transformação semelhante ao dos Kamen Riders, um cinto chamado Smart Buckle, produzido em série. Embora sua aparência seja semelhante à dos Kamen Riders, Riotroopers são bem mais fracos, e não possuem visão no escuro nem acesso à rede da Smart Brain. Sua principal arma é a pistola Axel Ray Gun, e alguns deles possuem uma moto, a Gyro Attacker. Seu símbolo é a letra grega omicron.

Os antagonistas de Kamen Rider 555 são os Orphnochs, mais especificamente os que controlam a Smart Brain: Rose Orphnoch é o presidente da corporação e principal mentor do plano de erradicação da humanidade; Squid Orphnoch possui a missão de recuperar as Rider Gears roubadas; e Smart Lady, que nunca chega a assumir a forma de Orphnoch na série, é uma espécie de mascote e apoio cômico do grupo. Os quatro mais poderosos Orphnochs da Smart Brain são conhecidos como Lucky Clover (o "trevo da sorte"), e atuam como assassinos de elite: o violento Dragon Orphnoch, a equilibrada Lobster Orphnoch, o medroso Centipede Orphnoch e o superforte Crocodile Orphnoch. Outros Orphnochs de menor poder atuam como monstros da semana.

Também merecem destaque quatro Orphnochs que não são ligados à Smart Brain, mas vivem cruzando o caminho de Faiz. Horse Orphnoch, que possui uma terceira forma, uma espécie de centauro, é um dos mais poderosos Orphnochs e um dos principais vilões da série. Crane Orphnoch é uma jovem garota que sofreu bullying a vida toda, e, ao ser acolhida por Horse Orphnoch, se tornou sua parceira para o que der e vier. Spider Orphnoch é um ex-colega de escola de Mari, que se tornou um dos mais ativos Orphnochs na erradicação da humanidade após sua transformação. E Snake Orphnoch é um rapaz em conflito, que não lida muito bem com a dualidade de sua natureza.

Kamen Rider 555 teve 50 episódios, exibidos entre janeiro de 2003 e janeiro de 2004, além de um filme lançado diretamente em DVD e um para o cinema. No filme lançado para DVD, chamado simplesmente Kamen Rider 555: Hyper Battle Video, Takumi e Mari têm que destruir a Faiz Sounder, uma nova arma criada pela Smart Brain capaz de tocar uma música que faz com que todo mundo saia cantando e dançando quando a ouve, sem conseguir executar nenhuma outra ação. Por mais bizarro que essa arma pareça, ela foi considerada a melhor dentre milhares de sugestões em um concurso promovido pela revista Televi Magazine para criar a arma que Faiz teria de combater nesse filme.

Já o filme para o cinema, Kamen Rider 555: Paradise Lost, é, mais uma vez, um final alternativo para a série, no qual os Orphnochs vencem e a Smart Brain domina o planeta. Faiz é dado como morto, e Mari funda uma resistência para impedir que os poucos humanos sobreviventes sejam erradicados. Paradise Lost traz dois novos Kamen Riders. O primeiro, Kamen Rider Psyga, cujo símbolo é a letra grega psi e o código é 315 (sa-i-go em goroawase), é um Orphnoch conhecido como Leo, que não chega a assumir forma de Orphnoch durante o filme, e que recebe a Psyga Gear de Rose Orphnoch para se tornar seu principal general na luta contra a resistência. Psyga possui uma mochila voadora com canhões laser, mas suas armas preferidas são um par de tonfas. Já Kamen Rider Orga é ninguém menos que Horse Orphnoch, que recebeu a Orga Gear em um estratagema para aniquilar a resistência. Seu símbolo é a letra grega ômega, seu código é 000, e sua arma é a espada Orga Stanzler.

0 enfiaram o nariz:

Postar um comentário