domingo, 15 de maio de 2005

Sentai (VII)

Hoje vamos ter mais um post de Sentai, chegando finalmente ao que a Saban resolveu pegar para produzir seus Power Rangers. Antes, porém, a série que é considerada a melhor de todas.

Chojin Sentai Jetman
1991



Assumidamente inspirado em G-Force, o anime que praticamente criou os Sentai, o Esquadrão de Super-Homens Jetman ("Jet" vem de "jato") é considerado por todos os que o assistiram como o melhor de todos os Sentai. Com um clima mais "adulto" que os demais (mas não tão sério como JAKQ queria ser) e um final surpreendente (que mostrou o que aconteceu com os Jetmen em um período de três anos após a derrota dos vilões, algo que nenhum outro Senati fez até hoje), Jetman parece mais um seriado de ação do que um Tokusatsu. A não ser pelos monstros e roupas berrantes, é claro. É uma pena que não tenha passado no Brasil, mas é um alívio que não tenha virado um Power Ranger qualquer. Jetman teve 51 episódios, e foi o primeiro Sentai ambientado no futuro (no caso, em 1999), e não na "época atual".

O Império Dimensional Vyram, após conquistar toda a Dimensão Posterior, decide conquistar também a Dimensão Anterior - a nossa. Eles começam seu ataque destruindo a estação espacial Earth Ship, do grupo militar Skyforce, que protegia a Terra. No ataque, somente dois membros da Skyforce sobrevivem, a Comandante Odagiri e o soldado Tendou Ryuu. Aoi Rie, namorada de Ryuu, desaparece no ataque.

No dia do ataque, a Skyforce se preparava para levar à frente o Projeto J, que transformaria cinco homens em supersoldados defensores da Terra através do bombardeio de ondas passarônicas (tradução aproximada). Infelizmente, somente Ryuu chegou a ser bombardeado pelas ondas antes do ataque. Durante o ataque, porém, a arma que disparava as ondas passarônicas atingiu quatro jovens da Terra. Reunidos por Ryuu, eles formariam a equipe Jetmen, responsável por proteger a Terra contra Vyram. Após receber uniformes especiais e armas de última geração, eles passaram a ser conhecidos como Red Hawk, Black Condor, Yellow Owl, Blue Swallow e White Swan (estas duas últimas, mulheres).

Ninguém perguntou a eles, porém, se eles queriam ser Jetmen. O que nunca foi problema em nenhum Sentai acabou sendo um diferencial aqui, causando vários conflitos entre os membros do grupo. Black, por exemplo, sempre foi solitário, e odeia receber ordens. Yellow come o tempo todo. Blue é riquinha e fútil. Red e Black disputam o amor de White. Enfim, além de proteger a Terra e aprender a usar seus novos poderes, os cinco ainda terão de aprender a conviver juntos.

Jetman foi o primeiro Sentai a ter uma Comandante mulher, Odagiri Aya, Comandante da Skyforce, e criadora dos equipamentos que hoje estão com os Jetmen. Falando neles, além da armadura (que tinha dois modos, normal e alado), cada Jetman estava equipado com uma pistola Bird Blaster e uma espada Bringer Sword, que, combinadas, formavam uma espécie de rifle; e com um dispositivo capaz de disparar ondas de choque, as Wing Gauntlets. Como veículos, Blue e Black tinham motocicletas, Yellow e White compartilhavam um jipe, e Red tinha um bugre que se transformava na bazuca de destruir os monstros.

Seu primeiro robô, Jet Icarus, era formado pelos cinco jatos Jet Hawk, Jet Condor, Jet Owl, Jet Swallow e Jet Swan. Depois de "montado", ele também podia se transformar no jato Icarus Haken. Eventualmente, os Dimensionais (veja adiante) deram outro robô de presente para o grupo, Jet Garuda, que se transformava no jato Bird Garuda. Jet Garuda e Jet Icarus podiam se combinar para formar o super robô Great Icarus, e Bird Garuda e Icarus Haken se combinavam para formar o super jato Hyper Haken. Como se isso tudo já não fosse o bastante, mais para o final da série eles ganharam outro robô, Tetraboy, que não virava nada, mas tinha um canhão quase de seu tamanho.

Os Jetmen contavam ainda com uma equipe de apoio, os Neojetmen, ciborgues com um reator passarônico embutido, e armas projetadas especialmente para eles. Em um dos episódios, os Jetmen perderam seus poderes, e os Neojetmen se sacrificaram para devolver-lhes a habilidade de se transformar. Outro grupo de aliados eram os Dimensionais, três habitantes da Dimensão Posterior, que fugiram antes da dominação por Vyram. Um dos Dimensionais, Dan, podia se tranformar no "sexto Jetman", Bird Man (de uniforme azul), que tinha o poder de voar. Infelizmente, todos os três Dimensionais foram mortos no decorrer da série.

Quanto ao Império Dimensional Vyram, era o grupo de vilões de sempre, querendo conquistar a Terra depois de já ter conquistado muitos outros lugares. A novidade é que eles tinham três líderes, cada um querendo passar a perna nos outros para ser o único comandante: o Imperador Tranza, o Conde Radiguet e a Imperatriz Juuza. O próprio "líder da vez" tem o poder de transformar os monstros em gigantes. Outros vilões de destaque eram Grey, um andróide quase humano, deslumbrado com a Terra; e Maria, que na verdade era Aoi Rie, a ex-namorada de Ryuu, seqüestrada e transformada por Vyram.

Jetman também teve um Sentai do mal, os Shadow Jetmen, clones dos Jetmen criados por Vyram, com uniformes idênticos, só que pretos, com apenas o capacete e parte do peitoral colorido. Não duraram muitos episódios.

Kyoryu Sentai Zyu Ranger
1992



O Esquadrão Dinossauro de Patrulheiros Bestiais foi o primeiro Sentai a ter um sexto membro regular. Também foi a série escolhida pela Saban para fazer seus Power Rangers. Basicamente, qualquer cena em que aparecessem os veículos, robôs, rangers "morfados" ou os vilões, era do original japonês; o restante era filmado nos EUA. A Saban chegou a reproduzir os uniformes dos Rangers e as roupas dos monstros da semana e de alguns vilões para que eles pudessem contracenar com atores americanos, dando mais veracidade às cenas. Uma coisa esquisita, porém, é que os Power Rangers tinham duas mulheres, enquanto os Zyu Rangers só tinham uma - o que fazia com que a pobre Trini ficasse com corpo de homem quando morfada. O Zyu Ranger original teve 50 episódios.

Há 170 milhões de anos, os humanos e dinossauros coexistiam em harmonia na Terra. Os humanos veneravam cinco deuses dinossauros, conhecidos como Protetores Bestiais, que em troca os protegiam. A feiticeira Bandora, porém, teve seu filho Kai morto por um dinossauro. Para se vingar, ela vendeu sua alma ao Grande Satã, que em troca causou um cataclisma que extingüiu os dinossauros. Os Protetores Bestiais não tiveram poder suficiente para deter o cataclisma, mas aprisionaram Bandora em uma espécie de lata, e a enviaram para o Planeta Nemesis. Com suas últimas forças, eles colocaram os príncipes das principais tribos em animação suspensa, e garantiram vida eterna ao feiticeiro Barza, que teria como tirá-los deste estado e trazer de volta o poder dos Protetores Bestiais caso Bandora retornasse.

Na época atual, astronautas exploram o Planeta Nemesis, quando acidentalmente libertam Bandora. Buscando vingança, a feiticeira ruma com seus asseclas para a Terra. Sentindo sua aproximação, Barza desperta os príncipes, que recebem o poder dos Protetores Bestiais, e passam a ser os Zyu Rangers: Tyranno Ranger (vermelho), Mammoth Ranger (preto), Tricera Ranger (azul), Tiger Ranger (amarelo) e Ptera Ranger (rosa, a única mulher). Em sua forma humana, cada príncipe já tem o dobro da velocidade e da força de um humano normal; transformados em Zyu Rangers, passam a ser oito vezes mais fortes e resistentes. Esta força e resistência pode aumentar ainda mais com a energia mística Gaiatron, utilizada em casos de emergência. Cada Zyu Ranger possui ainda uma arma personalizada (espada, machado, lança, par de adagas, arco-e-flechas); um Ranger Stick, arma que pode se transformar em espada ou pistola; e um Thunder Slinger, pistola de três tiros. O grupo ainda tem a bazuca Howling Cannon, formada pelas cinco armas personalizadas combinadas.

Lá pelo meio da série, um sexto príncipe, que na verdade era o irmão mais velho de Tyranno Ranger, é tirado da animação suspensa por um garoto. Com o poder de seu Protetor Bestial, ele se torna Dragon Ranger (de uniforme verde, com uma armadura dourada nos ombros e peitoral). Imaginando ter sido abandonado por seus amigos, ele une forças com Bandora. Ao reencontrar seu irmão e descobrir que seu tempo de vida é limitado, porém, ele se une aos Zyu Rangers. Eventualmente, este tempo se expira e Dragon Ranger morre. Antes de morrer, ele deixa sua armadura e sua arma personalizada (uma adaga-flauta) para seu irmão.

Os "veículos" de Zyu Ranger não são veículos, mas avatares dos Protetores Bestiais (que, por alguma razão, parecem feitos de metal). Os cinco (um tiranossauro, um mamute, um triceratopes, um tigre de dentes de sabre e um pterodáctilo) podem se combinar para formar o Daizyujin ("grande homem bestial"), que tem dois modos, tanque e robô gigante. O avatar do Protetor Bestial de Dragon Ranger é o Dragon Ceasar, controlado através de sua adaga-flauta. Depois que Dragon se une aos demais Zyu Rangers, o Dragon Ceasar passa a ter a habilidade de se combinar com o mamute, o triceratopes e o tigre para formar o Gouryuujin ("homem dragão forte"). Dragon Ceasar também pode se combinar ao Daizyujin para formar o Zyutei Daizyujin ("grande homem bestial imperador das bestas"). Mais para o final da série, ainda surge um novo avatar, King Brachion (braquiossauro), que pode se combinar com o Zyutei Daizyujin para formar o Kyuukyoku Daizyujin ("Daizyujin definitivo").

A feiticeira Bandora construiu um castelo na Lua, de onde planeja destruir a Terra para se vingar. Para isso, ela usa monstros esculpidos em barro por seu assecla Puripurikan, que podem ser transformados em gigantes por um raio de seu cajado. Seus mais poderosos asseclas eram Grifforzer, uma espécie de esfinge, e Lami, uma mulher capaz de se transformar em um monstro gigante que lembra um escorpião. Estranhamente, os dois eram casados. No final da série, Bandora fez um ritual para trazer de volta o Grande Satã, que ressucitou seu filho, e lhe deu um Protetor Bestial, Dora Talos (que não se parece com nenhum animal pré-histórico que eu conheça...). Evidentemente, os Zyu Rangers destruíram Dora Talos e o Grande Satã, e mandaram Bandora novamente para o exílio.

0 enfiaram o nariz:

Postar um comentário