segunda-feira, 25 de julho de 2016

Toho Heroes (III)

E hoje veremos mais três seriados de tokusatsu produzidos pela Toho!

Ike! Greenman
1973

Há muitos séculos, o rei-demônio Maoh foi aprisionado no centro da Terra por Deus - sim, Deus, o próprio. Na época atual (da série), entretanto, Maoh consegue encontrar uma brecha em sua prisão, e recruta um emissário, Tonchiki, que começa a enviar monstros para sequestrar crianças e retirar seu sangue. Com o sangue das crianças, Maoh poderá realizar um ritual que o libertará totalmente, e permitirá que ele governe o mundo. Deus, porém, não vai ficar parado esperando Maoh conseguir o que deseja, e envia um protetor para a Terra: Greenman.

Greenman é um androide, e conta com uma vasta gama de poderes: para começar, como de costume, embora seja originalmente de tamanho humano, ele pode crescer até ficar com 30 metros de altura, para poder combater os monstros gigantes enviados por Maoh. Além disso, ele pode voar, correr muito rápido, e se teletransportar para qualquer local conhecido, inclusive para o centro da Terra, onde Maoh está aprisionado. Seus ataques incluem mísseis disparados de seu peito, arremessar suas próprias orelhas como se fossem bumerangues, juntar esses bumerangues em forma de X para que eles disparem um raio atordoante, disparar fogo ou eletricidade por suas mãos, raios de luz por seus olhos e um raio laser por sua boca. Greenman também possui visão de raios-x, pode curar humanos e despertá-los de sono ou desmaios com o toque de suas mãos, e pode fazer com que seus braços fiquem intangíveis por um curto período de tempo, atravessando qualquer superfície sólida.

Greenman foi criado para substituir Godman no programa Ohayo! Kodomo Shou, da TV Nippon, estreando em 12 de novembro de 1973. O seriado seguia a mesma fórmula de Godman, com seus episódios sendo divididos em seis partes de 3 a 5 minutos cada, exibidas de segunda a sábado; na segunda, surgia um novo monstro que colocava crianças em perigo, e Greenman vinha voando para salvá-las, com os quatro episódios seguintes sendo a luta de Greenman contra o monstro, e, no sábado, Greenman derrotando o monstro e indo embora voando. No total, foram filmados 52 episódios (que, na prática, se transformaram em 312, já que cada um era dividido em seis partes), com o último indo ao ar em 28 de setembro de 1974; depois disso, como Godman, Greenman começou a ser reprisado, mas, durante as reprises, os episódios foram editados para que cada um tivesse apenas três partes de dez minutos cada, e fossem exibidos dois por semana.

Assim como ocorreu com Godman, em Greenman foram reutilizadas várias roupas de monstros de outras produções da Toho - especialmente de Hyuman, com 11 Flashers sendo "reciclados" e se transformando em monstros enviados por Maoh, alguns deles sofrendo modificações devido a problemas nas roupas: Danketto, que em Hyuman tinha asas, em Greenman não as tem, e as pernas da roupa de Red Rock apodreceram, o que fez com que tivessem de ser removidas e substituídas por uma espécie de saia longa preta. Dois dos monstros enfrentados por Godman, Jilarji e Totsaurus, também retornaram, com Totsaurus ganhando uma nova peruca. Os monstros reaproveitados de filmes foram Gaira e Sanda, de War of the Gargantuas (1966), ambos com novas máscaras e perucas, usadas porque as roupas já estavam em estado deplorável, o que podia ser notado por vários buracos em suas pernas, que a produção tentou esconder com uma nova pintura; Gabara, de A Vingança de Godzilla (1969), também com uma nova máscara e uma nova pintura, em tons de verde e amarelo; e dois monstros pouco prováveis: King Kong, de King Kong 2 (1967) (que, por razões de copyright, na série é chamado apenas de Gorilla) e Minilla, de O Filho de Godzilla (1967), que, apesar de ser bonzinho nos filmes, estava a serviço de Maoh na série - Greenman, entretanto, chega a poupá-lo ao deduzir que ele estava sendo controlado mentalmente, embora ele seja destruído por Maoh de qualquer jeito ao falhar em sua missão. Minilla muito provavelmente não é o filho de Godzilla na série, embora, além da mesma aparência, tenha também o mesmo nome.

Quando a série completa de Godman foi lançada em DVD, em 2008, o box continha também a série completa de Greenman - o nome oficial do box, aliás, era Kaettekita Ohayo Hiro Ike! Ike! Godman & Greenman Bokkusu ("o retorno dos heróis das manhãs: Vai! Vai! Godman & Greenman box"). Como eu já disse quando falei de Godman, esse box continha um episódio especial, filmado em 2008, no qual Godman enfrenta, simultaneamente, cinco dos monstros que apareceram em episódios da série original. Greenman participa desse episódio, inclusive ajudando Godman nas lutas contra Gaira e Jilarji.

Ike! Ushiwaka Kotaro
1974

Assim como Godman e Greenman, Ushiwaka Kotaro (conhecido nos Estados Unidos como Ushiwaka Kojiro) foi um herói criado para ser exibido no programa Ohayo! Kodomo Shou, da TV Nippon. Dessa vez, entretanto, ao invés de investir em heróis alienígenas que ficavam gigantes, a Toho ambientaria o seriado no Japão feudal, e faria de seu herói um ninja.

A fórmula era a mesma de sempre: cada episódio era dividido em seis partes, cada uma com de 3 a 5 minutos, exibidas no programa de segunda a sábado. Na segunda-feira, uma criança era posta em perigo por algum monstro, e pedia pela ajuda de Kotaro, que vinha enfrentá-lo. O restante dessa parte, assim como as quatro seguintes e o início da última, eram simplesmente a luta de Kotaro contra o monstro. No final da última parte, no sábado, Kotaro derrotava o monstro, a criança agradecia, e ele partia.

Kotaro é um ninja tradicional, exceto pelo fato de que sua roupa é amarela, e não preta (o que devia fazer com que ele tivesse certa dificuldade em ser furtivo). Ele tem uma corda vermelha amarrada na cintura, e usa como armas uma adaga, presa por esta corda quando não está sendo usada, e uma naguinata, um bastão comprido com uma lâmina na ponta, que, ao contrário de uma lança, é usada em combate corpo a corpo como uma espada, e não como arma de arremesso. Kotaro também possui o poder de criar várias cópias ilusórias de si mesmo, para confundir seus oponentes.

Os monstros enfrentados por Kotaro representam criaturas da mitologia japonesa, sendo a maioria oni ("demônios") ou youkai ("fantasmas"), mas com alguns mais específicos, como kappa e momonji, aparecendo em alguns episódios. Infelizmente, as informações sobre essa série são bastante escassas, de forma que eu não consegui descobrir se existe um enredo, um motivo para essas criaturas todas atacarem as crianças, ou se, segundo a série, elas simplesmente andavam por aí naquela época, e Kotaro era uma espécie de policial que devia impedi-las de cometer seus crimes.

Ushiwara Kotaro teve um total de 26 episódios gravados, mas, como cada um deles era dividido em seis partes, na prática foram exibidos 156, entre 12 de novembro de 1974 e 5 de abril de 1975. Infelizmente, a maioria desses episódios se perdeu, pois as fitas originais nas quais estavam gravados foram reaproveitadas - o que nos leva a crer que Godman e Greenman terem sido preservados foi um verdadeiro milagre, já que Hyuman, a outra produção da Toho para a TV Nippon, se perdeu pelo mesmo motivo.

Ushiwara Kotaro seria o último dos quatro seriados de tokusatsu exibidos como parte do Ohayo! Kodomo Shou, depois de Redman, Godman e Greenman. O programa ainda ficaria no ar até 1980, mas, em 1975, seria reformulado, passando a dedicar mais tempo a seus personagens próprios que à exibição de produções secundárias.

Enban Sensou Bankid
1976

Exibida entre 3 de outubro de 1976 e 23 de março de 1977 na TV Nippon, com um total de 26 episódios, a "Guerra dos Discos Voadores Bankid" foi a primeira tentativa da Toho de criar um sentai - os Sentai "oficiais", criados pela Toei, tinham estreado um ano antes, em abril de 1975, na TV Asahi, com a exibição de Go Ranger, que, de tanto sucesso, acabou esticado para 84 episódios, ficando no ar por quase dois anos, até março de 1977; com Bankid, portanto, a TV Nippon, que, assim como em Hyuman, tomou todas as decisões criativas, cabendo à Toho apenas produzir a série, planejava competir com sua concorrente de igual para igual. Infelizmente, esse plano não deu muito certo.

Com seu planeta natal condenado, o Império Eerie envia uma nave com um batedor, para encontrar outro planeta capaz de sustentar sua vida. Um doce para quem adivinhar qual é o planeta escolhido (spoiler: é a Terra). Ao invés de simplesmente vir até aqui e viver em harmonia com os humanos, porém, os Eerie planejam erradicar a humanidade, então modificar a atmosfera do planeta para que ela fique mais ao seu agrado, e então colonizar a Terra. Mas nem tudo está perdido: do momento em que a nave do batedor chegou à Terra até aquele no qual a invasão efetivamente começa, se passaram 20 anos; nesse período, o Dr. Iwao Uzaki, que tomou conhecimento dos planos dos Eerie, desenvolveu um sistema de armas capaz de repelir a invasão alienígena. Muito velho e incapaz de usá-las, entretanto, ele deve recorrer a seu neto, Ryuichi, que precisará reunir uma equipe de cinco bravos soldados que usarão as armas criadas pelo Dr. Uzaki contra os Eerie. Talvez porque a invasão já estava começando e não daria tempo de pesquisar muito, Ryuichi decide que a equipe será formada por ele mesmo, por seu irmão mais novo, Junji, por dois de seus colegas de escola, Jiro Udo e Honoka Shiratori, e pelo assistente do Dr. Uzaki, Noboru Tianma. Juntos, os cinco se tornam os Bankids, a única esperança da Terra contra os Eerie.

Diferentemente do que possa parecer, o líder dos Bankid não é Ryuichi, e sim Noboru, que, usando o Bankid Changer, se transforma em Bankid Pegasus, de cor vermelha. Ryuichi se transforma em Bankid Dragon, e Junji, de apenas sete anos de idade, se transforma em Bankid Rabbit - e, rompendo com a tradição dos sentai, ambos são de cor amarela, embora seja fácil identificar qual dos Bankids é Rabbit porque Junji, sendo uma criança, é bem mais baixo. Jiro, astro dos esportes e o mais forte da equipe, se transforma em Bankid Ox, de cor azul; e Honoka, a única mulher da equipe, que forma um triângulo amoroso com Ryuichi (que é apaixonado por ela) e Noboru (por quem ela é apaixonada), se transforma em Bankid Swan, de uniforme cor de rosa.

Quando estão transformados, os Bankids ganham uma "armadura" que lhes confere força e agilidade sobre-humanas, além de protegê-los de vários tipos de danos e ataques, e uma arma Bankiddogan, que pode ser usada como espada ou pistola laser. Pegasus possui o ataque Astro Cross Star, que dispara pequenas estrelas de energia contra os oponentes; Dragon usa como arma um nunchaku; Rabbit possui um ataque chamado Pachinko, no qual quica batendo nos oponentes como uma bola de fliperama; Ox possui força ainda maior que os demais; e Swan consegue pular incrivelmente alto e pairar no ar por alguns segundos. Juntos, todos os Bankids também podem conjurar a Bankid Bazooka, com a qual destroem de vez o Monstro da Semana - e que pode ser considerada a primeira bazuca de destruir monstros usada por um sentai, já que os Go Rangers não tinham uma, e os JAKQ, segundo Sentai da Toei, só estrearam depois de Bankid.

O líder da invasão Eerie é o Comandante Guzare, um estrategista militar implacável, que age em nome do Imperador (que, aparentemente, ficou no planeta Eerie, e não aparece em nenhum dos episódios). Outros membros de destaque dos invasores são Berenu, Eerie do sexo feminino que tem o poder de se assumir uma forma humana, adotando o nome de Yumi e convivendo com os Bankids, a princípio para espioná-los, mas, depois de perceber como a vida na Terra é melhor que em Eerie, vira casaca e passa a ajudá-los; e Phantom, assassino profissional que está sempre segurando uma rosa, e, aparentemente, não é da mesma raça dos Eerie, provavelmente pertencendo a alguma raça conquistada, tendo decidido se aliar aos vilões ou sido poupado por eles por ser útil. Assim como outros impérios malignos de tokusatsu, os Eerie empregam monstros, criados por engenharia genética ou advindos de raças conquistadas por eles, e possuem um exército de Iwayuru, criaturas sem mente cujo único propósito é atacar os povos dos planetas invadidos. Vale citar que a aparência de todos os Eerie foi criada por Toru Narita, responsável pelo visual de Ultraman e pelos personagens de Hyuman.

Os Bankid não possuem um robô gigante (aí também já seria inovação demais para a época), mas possuem uma nave estranhamente chamada Bankid Mother, que se divide em cinco outras naves, que usam para combater as naves dos Eerie: Ace Fighter, pilotada por Pegasus; Sister Fighter, pilotada por Swan; e as Baby Fighter 1, 2 e 3, pilotadas por Dragon, Rabbit e Ox, respectivamente. A nave-mãe dos Eerie é um enorme disco voador preto chamado Eerie Blacker, e cada monstro ou esquadrão de soldados vem à Terra também em um pequeno disco voador - e daí talvez venha o nome da série.

0 enfiaram o nariz:

Postar um comentário