segunda-feira, 4 de julho de 2016

Toho Heroes (II)

Hoje veremos mais três tokusatsu produzidos pela Toho!

Totsugeki! Hyuman!!
1972

Essa série, cujo título bizarro pode ser traduzido para Ataque! Humano!!, teve apenas 13 episódios, exibidos entre 7 de outubro e 30 de dezembro de 1972 na TV Nippon. Infelizmente, todos se perderam, pois, na década de 1980, a TV Nippon reutilizou as fitas originais nas quais eles estavam gravados para gravar outros programas por cima. Todas as imagens que hoje sobrevivem são de material promocional, como comerciais e propagandas em revistas.

Um alienígena de nome King Flasher, comandante de um exército conhecido como Flashers, decide invadir a Terra e sequestrar todas as nossas crianças. Junichiro Iwaki, um professor de ginástica, salva algumas crianças dos Flashers, e, em troca, elas lhe dão um dispositivo que roubaram dos vilões, chamado Human-Sign. Usando o Human-Sign, Junichiro pode se transformar em Human no.1, um híbrido de Flasher e humano, com força e agilidade ampliadas, o poder de lançar raios energéticos pelas mãos e a capacidade de aumentar de tamanho até ficar com 30 metros de altura, para poder combater corpo a corpo os monstros empregados pelos Flashers para destruir nossas cidades.

Após sucessivas derrotas dos enviados de King Flasher, um de seus rivais, chamado Grand Flasher, decide destroná-lo e assumir o comando dos Flashers. Mais poderoso que King Flasher, Grand Flasher quase mata Junichiro, mas ele é salvo por seu irmão, Junjiro, que, desconfiado dos frequentes sumiços de Junichiro, decide segui-lo, e acaba descobrindo que ele é o Human no.1. Após Junjiro salvar Junichiro, ele também recebe um Human-Sign das crianças, e se transforma em Human no.2, que tem os mesmos poderes de Human no.1, mas um uniforme de cor vermelha. Human no.1 e Human no.2, então, unem suas forças para derrotar Grand Flasher e expulsar os Flashers de nosso planeta de uma vez por todas.

Todo o controle criativo de Hyuman ficou a cargo da TV Nippon, que contratou Toru Narita, da série de Ultraman, para criar o visual dos heróis e dos monstros - o que pode ser evidenciado pelo fato de que Human no.1 e Human no.2 até se parecem com Ultraman, com capacetes pontudos e brilhantes. Todos os monstros, porém, passaram a ser de propriedade da Toho, que os reutilizou em várias de suas séries e filmes subsequentes, após o final da produção.

Infelizmente, eu não consegui descobrir se a série originalmente foi planejada para ter apenas 13 episódios, ou se foi cancelada por baixa audiência. O fato de todas as gravações originais terem se perdido fez com que Hyuman se tornasse uma curiosidade de difícil acesso até mesmo para os fãs do gênero, sendo extremamente complicado encontrar quaisquer informações sobre ela, até mesmo no Japão.

Ryusei Ningen Zon
1973

O maligno Império Garogas, formado por criaturas insetoides, viaja pela galáxia conquistando os planetas que encontra pelo caminho. Seu próximo alvo é a Terra, para onde envia seu esquadrão de Monstros do Terror. Mas a Terra não está desprotegida: vinda do planeta Peaceland (a "terra da paz"), que já foi conquistado pelos Garogas, a família Sakimori está determinada a não permitir que os invasores conquistem mais um planeta; para isso, eles usarão sua tecnologia superior para combatê-los.

O principal herói da série é o filho mais velho da família Sakimori, Hikaru, que, usando a tecnologia de Peaceland, consegue se transformar no guerreiro Zone Fighter - nome pelo qual a série é conhecida nos países de língua inglesa, já que foi exibida, dublada, nos Estados Unidos na década de 1970 com esse nome. Zone Fighter é mais um dos heróis ao estilo Ultraman, que pode ficar com 30 metros de altura para cair na porrada com os Monstros do Terror. Ele também pode disparar por suas mãos mísseis, flechas e uma névoa que adormece os oponentes; um raio energético pela antena que tem no alto da cabeça; criar uma espécie de campo de força que repele projéteis inimigos; usar uma sequência devastadora de socos chamada Uzi Punch; arremessar uma espécie de granada de luz que atordoa os oponentes; voar; e tem a que é talvez a habilidade mais esquisita de toda a história do tokusatsu: a de usar uma televisão ligada para se teletransportar para o local que está sendo mostrado na tela - por exemplo, se a televisão está mostrando o deserto, ele pode "entrar" na tela e sair no deserto. A energia de Zone Fighter é limitada, e, quanto mais desses poderes ele usa, mais rápido ela se esgota; quando ela está completamente esgotada, ele retorna para a forma de Hikaru, e deve descansar antes de poder se transformar novamente.

A irmã adolescente de Hikaru, Hotaru, e seu irmão caçula, Akira, também podem usar a tecnologia de Peaceland para se transformar: Hotaru se transforma na guerreira Zone Angel, e Akira se transforma em Zone Junior. Ambos podem voar e disparar raios energéticos de suas antenas, mas não podem ficar gigantes, e sua força, apesar de maior que a de um humano comum, é bem menor que a de Zone Fighter. Completam a família Sakimori o pai, Yoichiro, a mãe, Tsukiko, e um tio, Raita, que, em um dos episódios, também se transforma em um guerreiro, Zone Great.

Os Garogas são liderados por Baron Garoga, o mais forte e inteligente de todos, que tem a cabeça dourada. Seu segundo em comando, e líder das tropas dos Monstros do Terror, é Silver Garoga, que tem a cabeça prateada. Completam o time dos vilões White Garoga, que tem a cabeça branca, e Red Garoga, que tem a cabeça vermelha e está sempre nervoso e querendo destruir tudo e matar todo mundo. Esses são os quatro únicos Garogas que vieram à Terra, sendo todos os outros inimigos Monstros do Terror - cada um atuando como monstro da semana, e muitos deles reaproveitados de outras produções da Toho.

Uma característica curiosa de Zone Fighter (cujo nome original em japonês traduz para algo como "zona do homem meteoro") é que alguns dos episódios contaram com a participação de Godzilla (cinco ao todo), King Ghidorah (dois) e Gigan (um). Na década de 1970, Godzilla era retratado em seus filmes como uma espécie de herói, ajudando a humanidade a se defender de outros monstros; na série, ele também possui esse papel, ajudando Zone Fighter a derrotar os Monstros do Terror, e, em um dos episódios, se oferecendo para uma "luta amistosa", para que Zone Fighter possa treinar e desenvolver novas técnicas de luta. Curiosamente, o episódio no qual King Ghidorah aparece "revela" que foram os Garogas que o criaram, e faz várias referências ao filme Godzilla vs. Ghidrah (1964). Já Gigan foi capturado pelos Garogas após os eventos do filme Godzilla vs. Gigan (1972), e acabou morto por Zone Fighter durante a luta - diferentemente de King Ghidorah, que escapa ao fim da luta.

A participação de Godzilla, King Ghidorah e Gigan na série aumentou muito sua audiência, e fez com que ela se tornasse uma das mais conhecidas séries de tokusatsu da Toho, dentro e fora do Japão. De tão satisfeita, a Toho declarou que Zone Fighter fazia parte da cronologia oficial de Godzilla nos cinemas, com os eventos da série ocorrendo entre Godzilla vs. Megalon (1973) e Godzilla vs. Mechagodzilla (1974), e até fazendo referências a alguns eventos dos episódios em que Godzilla aparece em Godzilla vs. Mechagodzilla e em O Terror de Mechagodzilla (1975).

Zone Fighter foi exibido na TV Tokyo, entre 2 de abril e 24 de setembro de 1973, com um total de 26 episódios. A série estava fazendo sucesso e até houve planos para serem filmados mais, mas, com sérios problemas financeiros, a Toho acabou tendo de recorrer a seu cancelamento - o que fez com que Zone Fighter sequer conte com um "episódio final", terminando abruptamente.

Hikari no Senshi Diamond Eye
1973

O jovem repórter Rai Kotaru está investigando uma quadrilha de ladrões de diamantes, quando, ao observar uma operação da quadrilha escondido, é encontrado, e sentenciado à morte por seu líder, Gen Kai Ryu. Quando Kotaru está prestes a ser executado, porém, de dentro de um dos diamantes sai o Guerreiro da Luz Diamond Eye ("olhos de diamante", em inglês), um espírito de justiça devotado a erradicar o mal de nosso planeta. Usando seus poderes, Diamond Eye revela a verdadeira forma dos ladrões da quadrilha, que não são humanos, e sim membros da tribo Zensei Majin, monstros ancestrais que desejam dominar a Terra, liderados por King Cobra, que, em forma humana, é ninguém menos que Gen Kai Ryu. Depois que os monstros são derrotados e King Cobra foge, Kotaru e Diamond Eye se tornam aliados, com o guerreiro passando a residir em um anel usado pelo jornalista, e surgindo para combater os Zensei Majin sempre que necessário.

Diamond Eye é um ser feito de magia, e possui vários poderes, incluindo o de revelar a forma verdadeira dos Zensei Majin quando estes estão na forma humana. Sua arma é uma espécie de bengala, chamada Diamond Stick, que pode ser usada para investir contra os oponentes, mas também possui uma gama de poderes, como o Royal Punch, uma bola de energia explosiva lançada pelo Stick, o raio laser Stick Ray, e o Energy Shield, um escudo de energia que envolve o alvo contra o qual é disparado. Além do Diamond Stick, Diamond Eye pode usar como arma pequenos diamantes, que podem ser arremessados para explodir como bombas, ou para aumentar de tamanho e aprisionar seus oponentes. Diamond Eye também pode voar, se teletransportar por curtas distâncias, lançar um raio curativo de suas mãos, criar uma rajada de vento que atinge seus oponentes, e sua capa pode ser usada como escudo, detendo ataques feitos com projéteis, lasers, e até mesmo fogo.

Os Zensei Majin são uma antiga raça de demônios, que tentou dominar a Terra no passado, mas foi impedida por Diamond Eye. Condenados ao exílio, eles passaram anos aprendendo a assumir a forma humana, para poder se infiltrar em nossa sociedade e dominá-la de dentro - embora, tendo em vista que seu principal inimigo se esconde dentro de um diamante, roubar diamantes pode não ter sido um plano lá muito inteligente, talvez eles devessem ter tentado roubar ouro ou coisa assim. Em sua forma original, a maioria dos Zensei Majin se parecem com híbridos de humanos e animais, mas alguns - especialmente os usados como Monstros da Semana - são verdadeiramente monstruosos.

Diamond Eye foi mais uma das criações de Kohan Kawauchi, criador de Gekko Kamen, Nanairo Kamen e Rainbowman. Rompendo com a tradição dos tokusatsu, Kotaru não se transforma em Diamond Eye, e sim o invoca sempre que necessário, com o guerreiro residindo no anel no restante do tempo. Assim como Rainbowman, Diamond Eye também foi um grande sucesso, sendo inclusive também adaptado para um mangá, publicado entre dezembro de 1973 e maio de 1974 na revista TV Magazine Otomodachi, mas sua série de TV acabou tendo apenas 26 episódios, exibidos entre 5 de outubro de 1973 e 29 de março de 1974 na TV Asahi - passando por dificuldades financeiras, a Toho passaria a produzir suas séries nesse novo formato, com metade da duração normal, para economizar. Pelo menos Diamond Eye, ao contrário de Zone Fighter, teve um episódio final e um encerramento digno.

0 enfiaram o nariz:

Postar um comentário