domingo, 7 de dezembro de 2003

Cubo Mágico de Rubik



Para quem não sabe, isso aí em cima é um Cubo Mágico de Rubik. Inventado pelo arquiteto húngaro Erno Rubik em 1979, ele rapidamente se tornou um dos quebra-cabeças mais populares do mundo. E um dos mais difíceis.

Eu mesmo tenho um Cubo, e, quando estou sem nada pra fazer, fico rodando ele pra lá e pra cá, tentando solucioná-lo. Tento há mais de 15 anos e jamais consegui.

Para quem está se perguntando, o objetivo do Cubo é deixar cada lado totalmente de uma mesma cor, ou seja, um lado todo branco, outro todo amarelo, outro todo vermelho... Para isso, cada camada do Cubo pode ser rodada tanto na horizontal quanto na vertical, para que as cores mudem de lugar e se combinem. O mais próximo que eu consegui disso foi completar os lados amarelo, verde e vermelho. Os outros três, infelizmente, ficaram uma bagunça só. Aliás, uma dúvida que eu sempre tive: Os Cubos já vêm bagunçados de fábrica ou vêm certinhos e você mesmo bagunça antes de tentar resolver?

Há alguns dias, meu amigo Rod Ran me disse que tinha encontrado na internet um tutorial que ensina a resolver o Cubo. Tudo bem que isso tira toda a graça do negócio, mas fiquei curioso para saber como o inventor do tutorial fez para que qualquer pessoa, com o Cubo em qualquer configuração, conseguisse seguir seu passo-a-passo e resolvê-lo. Como ele nunca me passou o endereço do tal tutorial, e eu estava sem nada pra fazer em casa, decidi eu mesmo procurar um tutorial. Acabei achando algumas outras coisas bem interessantes.

Vamos começar pelo site oficial do próprio Erno Rubik, onde você pode comprar vários tipos de Cubos (inclusive um em branco, que você mesmo pinta), ver as outras invenções do maluco, e até mesmo adquirir uma fita de vídeo onde o próprio Rubik ensina como resolver o Cubo. Eu, hein.

Aliás, eu também descobri, através desta página, que o Cubo não é a única invenção deste pobre homem que, provavelmente, não tem mais o que fazer. Ele inventou diversos quebra-cabeças, como a Triâmide de Rubik (?!), o Relógio de Rubik, e os Anéis Mágicos de Rubik. Aqui também descobrimos que o recorde de solução do Cubo pertence a Minh Thai, que, em 1982, o resolveu em 26 segundos (cagada?), e que o Cubo originalmente inventado por Rubik tinha apenas quatro "quadradinhos" de cada lado, e não nove como o atual. Existe um de 16 "quadradinhos" de cada lado, chamado de "A Vingança de Rubik". Cruzes!

Finalmente, o tutorial. Neste site você encontra um passo-a-passo, com figuras, para resolver seu Cubo de uma vez por todas. O Cubo pode estar com qualquer configuração de cores, basta que você o deixe de um jeito lá que o sujeito explica (e que é bem mais fácil que deixá-lo com cada lado de uma cor) e, a partir daí, siga o tutorial.

De curiosidade, eu decidi seguir o tutorial, para saber se ele funcionava. Descobri que, ou meu Cubo está pintado errado, ou eu sou mais lesado do que eu imaginava. Fui fazendo tudo certinho, até que cheguei a um passo onde quatro dos lados do meu Cubo estão idênticos aos da figura, mas os outros dois estão completamente diferentes, e eu não consigo "consertá-los" sem bagunçar o que eu já fiz. E, se eu seguir esse passo assim mesmo, ele deixa o Cubo igualzinho, como se eu nem tivesse rodado lado nenhum.

Tudo bem, eu não queria mesmo...

0 enfiaram o nariz:

Postar um comentário