segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Angry Birds

Eu raramente falo aqui sobre coisas criadas recentemente, principalmente porque a imensa maioria das coisas que eu gosto ou é antiga ou tem origem em coisas antigas. De vez em quando, porém, eu faço uma exceção. Como hoje, quando falarei sobre Angry Birds. Porque Angry Birds é um dos pouquíssimos jogos recentes que não são parte de uma série começada lá atrás nem são baseados em franquias das quais eu já gostava que conseguiu prender minha atenção. Talvez até demais. Sério, eu estou meio viciado nesse negócio.


Angry Birds é uma criação da softhouse finlandesa Rovio, até então desconhecida, mas, graças ao 1,7 bilhão (com "b") de downloads proporcionados pelo joguinho dos pássaros irritados, hoje pode ser considerada uma das maiores empresas no ramo de apps - aqueles programinhas especialmente desenvolvidos para serem usados em tablets e smartphones.

E tudo isso começou meio sem querer. No começo de 2009, a Rovio ("fogueira" em finlandês, por isso seu símbolo se parece com um foguinho), que desde 2005 já fabricava joguinhos para Java, mas era uma empresa pequena e desconhecida, decidiu realizar uma reunião com todos os seus designers, na qual seria selecionado o primeiro projeto da empresa para o iOS, sistema operacional usado pela Apple em seus iPhones e iPads. Segundo Mikael Hed, presidente da companhia, antes da reunião foram estabelecidos critérios rígidos sobre qual tipo de jogo eles estavam buscando e qual tipo de projeto seria priorizado. Todos esses critérios foram jogados pela janela quando o designer Jaakko Iisalo apresentou uma captura de tela falsa, mostrando apenas um grupo de passarinhos coloridos, sem asas ou pernas e com cara de bravos, voando pelos céus. A equipe de desenvolvimento adorou os passarinhos, e convenceu Hed de que o jogo de Iisalo deveria ser a aposta da Rovio para o iOS. O detalhe é que eles ainda nem sabiam sobre o que o jogo seria, quem eram os passarinhos ou quais seriam seus objetivos - porque Iisalo ainda não tinha desenvolvido direito nenhum desses detalhes.

Ainda assim, Hed decidiu apostar no jogo, e uma equipe foi formada para desenvolvê-lo. Após ficar definido que os passarinhos seriam arremessados por um grande estilingue (afinal, não tinham asas) para derrotar seus inimigos, era necessário determinar quem seriam esses inimigos. Como, na época, estava havendo uma epidemia de gripe suína, Iisalo brincou que os inimigos deveriam ser porcos. Mais uma vez a equipe gostou da ideia (eu acho que eles meio que puxavam o saco desse Iisalo), e assim nasceram os Bad Piggies ("porquinhos maus"), arqui-inimigos dos Angry Birds - apelido que o jogo ganhou durante o desenvolvimento, mas que acabaria sendo usado também como nome oficial do jogo. Os Bad Piggies são verdes, talvez para simbolizar que estão doentes com a gripe suína, e não ganharam a inimizade dos Angry Birds de graça, mas porque roubaram todos os seus ovos para fazer uma omelete.

O desenvolvimento de Angry Birds não foi muito fácil, e a Rovio estima que gastou mais de 100.000 Euros (quantia talvez pequena para uma grande softhouse, mas gigantesca para uma então pequena) em seu desenvolvimento inicial - isto é, sem contar os updates que o jogo ganharia após o lançamento. Como seria a primeira vez em que a Rovio lançaria um app para o iOS, ela também precisaria de uma parceira para distribuí-lo, já que não tinha o conhecimento nem os contatos para isso; a escolhida seria a britânica Chillingo, que já contava com experiência em apps para iPhone. Segundo a Chillingo, quando ela recebeu o jogo, ele ainda estava "cru", e vários dos "polimentos" teriam sido feitos por ela - detalhes estéticos como uma linha tracejada que acompanha os passarinhos após seu lançamento e os grunhidos dos porquinhos.

Angry Birds seria lançado em 11 de dezembro de 2009, e logo se tornaria um grande sucesso: em fevereiro de 2010 chegaria ao topo da lista dos apps mais baixados, ficando lá até outubro do mesmo ano. Ainda em 2010, o jogo seria indicado ao International Mobile Gaming Awards, prêmio dedicado a jogos produzidos para celulares, na categoria Melhor Jogo Casual, e seria eleito o quarto melhor jogo para iPhone de todos os tempos pela IGN. A crítica também o recebeu bem, considerando-o criativo, inteligente e desafiador - mas não sem uma ou outra dose de veneno, como o crítico que disse ser "impossível compreender as leis da física que regem o comportamento dos passarinhos" e que o jogo teria sido feito assim de propósito, para que "os jogadores ficassem frustrados apenas o suficiente para não desistirem de jogar, mas também não pararem e irem fazer outra coisa".

Na verdade, a mecânica do jogo é até muito simples: em cada fase, o jogador recebe um número pré-determinado de passarinhos, que deve arremessar com seu estilingue para destruir estruturas criadas pelos porquinhos e atingi-los lá dentro. Essas estruturas são construídas com diferentes materiais, como madeira, gelo ou pedra, e cada uma se comporta de uma forma quando atingida pelos passarinhos - o gelo quebra mais fácil que a madeira, e a pedra normalmente só quebra se for derrubada no chão de uma altura considerável. O jogador pode optar por destruir os porquinhos diretamente ("varando" a estrutura) ou indiretamente (fazendo com que a estrutura desabe sobre eles). Algumas estruturas também contam com objetos, como caixas de dinamite e rochas, que executam ações especiais quando atingidas - a caixa de dinamite, por exemplo, explode e manda o passarinho e objetos próximos pelos ares, fazendo-os cair em outro local qualquer da tela.

Cada fase termina ou quando todos os porquinhos são destruídos ou quando todos os passarinhos são estilingados; caso o jogador destrua todos os porquinhos, concluirá aquela fase e passará para a próxima; caso fique sem passarinhos, será um fracasso, e ele poderá tentar novamente. O jogador também ganha pontos por cada porquinho destruído (pontuação fixa, dependendo do porquinho), cada parte da estrutura destruída (nesse caso, quanto mais destruída, mais pontos) e cada passarinho que não tiver sido utilizado (também uma pontuação fixa); dependendo da pontuação final da fase, ele ganha uma, duas ou três estrelas, sendo que ganhar três estrelas em todas as fases dá direito a alguns bônus; por conta disso, o jogador pode tentar novamente, quantas vezes quiser, uma fase que já tenha concluído, buscando conseguir a terceira estrela.

Nas primeiras fases, o jogador tem à sua disposição apenas um tipo de passarinho - Red, o passarinho vermelho - que nada mais faz do que ser estilingado e destruir as estruturas com sua força cinética, mas, nas fases subsequentes, ganha acesso a diversos outros - cuja quantidade em cada fase depende da própria fase, não podendo ser escolhida pelo jogador. Além de pesos e tamanhos diferentes - que afetam a trajetória e alcance dos passarinhos quando estilingados - cada um deles também possui um poder especial, ativado quando o jogador clica sobre ele: o passarinho azul se divide em outros três, chamados Jay, Jake e Jim, aumentando a área atingida na estrutura; o amarelo, chamado Chuck, ganha mais velocidade, aumentando seu impacto; Bomb, o preto, explode; Matilda, a branca, põe um ovo explosivo que desce diretamente na vertical, ficando murcha e com alcance e força reduzidos após fazê-lo; Hal, o tucano verde, é bumerangue, voltando para de onde foi lançado ao ser ativado; Bubbles, o laranja, infla, dobrando de tamanho; Stella, a rosa, sopra bolhas que capturam objetos e porquinhos, erguendo-os do chão e estourando e derrubando-os após alguns segundos; e Terence, que parece uma versão gigante de Red, também não tem habilidades especiais, mas, graças a seu tamanho e peso, é o mais destrutivo.

Os porquinhos também vêm em diferentes tipos: os Minion Pigs vêm em dois tamanhos, pequeno, facilmente destruído, e médio, que requer um pouquinho mais de esforço. O Corporal Pig usa um capacete, e precisa ser atingido mais vezes - ou diretamente em sua cara, sem que o capacete seja atingido - para ser destruído. Já o Moustache Pig, que tem esse nome por usar um bigode, é maior que os demais, e precisa de bem mais esforço para ser derrotado. Finalmente, o King Pig, maior de todos, usa uma coroa e é o que resiste a mais dano. Corporal Pigs são usados como "subchefes", o Moustache Pig é normalmente o chefe de um capítulo intermediário, e o King Pig o chefe final de um episódio. Assim como os Angry Birds, os Bad Piggies são só cabeça, sem nenhuma outra parte do corpo.

O jogo original para iOS era pago, mas todos os updates subsequentes seriam gratuitos. Quando foi lançado, Angry Birds tinha apenas um episódio, chamado Poached Eggs, composto de três capítulos de 21 fases cada, e contava com a presença de Red, Chuck, Jay, Jake, Jim, Bomb e Matilda. Em março de 2010 seria lançado um segundo episódio, Mighty Hoax, com mais dois capítulos de 21 fases cada. No mês seguinte, seria a vez de um update chamado Golden Eggs, que não trazia novas fases, e sim ovos dourados escondidos pelas já existentes, que liberavam fases-bônus quando encontrados. Pouco depois dos Golden Eggs, seria lançado o episódio Danger Above, com apenas um capítulo de 15 fases no qual seria introduzido Hal, mas que, nos dois updates seguintes, ganharia mais dois capítulos de 15 fases cada, para um total de três. O mesmo aconteceria com o update seguinte, lançado em julho, que traria o episódio The Big Setup, com apenas um capítulo de 15 fases e a introdução de Terence, mas que ganharia mais dois capítulos de 15 fases cada nos dois updates seguintes.

O próximo episódio, Ham 'Em High, seria lançado em dezembro, para comemorar um ano do lançamento do jogo. Composto por um capítulo de 15 fases temáticas ambientadas no Velho Oeste, ele também trazia um novo elemento, a Mighty Eagle ("Águia Poderosa"). Para ser usada, primeiro a Mighty Eagle tem que ser comprada (com dinheiro de verdade). A partir de então, surge um ícone nas fases, que, quando clicado, substitui todos os passarinhos restantes por uma única lata de sardinha. Essa lata pode ser lançada com o estilingue, e, poucos segundos após ela tocar o solo (destruindo ou não a estrutura e porquinhos no processo, embora ela seja mais fraca para isso que o mais fraco dos passarinhos), uma águia gigantesca desce dos céus e atinge a lata, causando um gigantesco terremoto - o que não for destruído pelo impacto da águia é destruído pelo terremoto que se segue. A águia pode ser usada em qualquer fase, mas, se for usada para completar uma fase que o jogador ainda não tenha concluído usando os passarinhos, só poderá ser usada novamente após transcorrida uma hora - se for usada em uma fase já concluída, esse limite de tempo não se aplica. Quando a águia é usada, ao invés das estrelas, aparece ao final da fase um medidor de destruição; se ele atingir 100% (destruição total), o jogador ganha uma pena da Mighty Eagle, que, assim como as três estrelas e os ovos dourados, também dá direito a bônus. Algumas vezes é necessário combinar os passarinhos à águia para conseguir a destruição total.

Os dois updates seguintes, em fevereiro e março de 2011, trariam mais dois capítulos de 15 fases cada para Ham 'Em High. Apenas em junho de 2011 seria lançado mais um episódio, Mine and Dine, com um capítulo de 15 fases temáticas ambientadas em uma mina; dois meses depois, ele ganharia mais dois capítulos de 15 fases cada.

O update mais significativo até então seria lançado em dezembro de 2011, para comemorar dois anos do lançamento do jogo original. Além de um novo episódio, chamado Birdday Party, com 15 novas fases temáticas ambientadas em uma festa de aniversário, o update introduzia Bubbles e Stella, e trazia várias mudanças gráficas, como um novo placar. Birdday Party só ganharia um segundo capítulo com mais 15 fases em dezembro de 2012, e um terceiro está previsto para esse mês.

Angry Birds RioDepois do primeiro capítulo de aniversário, o jogo ganharia um update em março de 2012 que traria melhorias na jogabilidade, um tutorial animado, novos gráficos e um novo episódio, Surf and Turf, com um capítulo de 15 fases temáticas ambientadas em uma praia. Surf and Turf foi originalmente desenvolvido para a versão Facebook de Angry Birds, chamada Angry Birds Friends, lançada um mês antes, e que introduzia power ups ao jogo, como uma mira laser, uma semente que faz o passarinho causar um terremoto quando atinge o chão, uma que faz ele dobrar de tamanho e um estilingue mais potente, todos de uso único e precisando ser obtidos novamente após serem gastos. Surf and Turf seria o primeiro episódio de Angry Birds a não ser numerado, e ganharia dois novos capítulos de 15 fases cada nos dois updates seguintes.

O episódio seguinte, Bad Piggies, seria lançado em outubro de 2012, e seria uma espécie de propaganda para um novo jogo da Rovio de mesmo nome, um spin-off no qual o jogador controlava os porquinhos, que tinham de construir máquinas mirabolantes para roubar os ovos dos Angry Birds, em 120 fases divididas em cinco episódios (quatro de 45 cada e o último com 30). Bad Piggies, o episódio, trazia um episódio de 15 fases nas quais os Angry Birds tinham de destruir as tais máquinas mirabolantes. Nos dois updates seguintes, como de costume, o episódio ganharia mais dois capítulos de 15 fases cada.

Em julho de 2013 seria lançado mais um episódio diferente, Red's Mighty Feathers. Em seu primeiro capítulo, de 15 fases, Red, o único pássaro presente no capítulo, deve impedir os porquinhos de roubar seu ovo e deixar a tela, contando, para isso, com um novo poder, o de acertar automaticamente o porquinho mais próximo. Ao invés de pontuação, as fases contavam com três objetivos cada, que precisavam ser cumpridos para que o jogador ganhasse as estrelas. Essa mudança na jogabilidade gerou algumas reclamações dos jogadores, e, por isso, os dois capítulos seguintes de Red's Mighty Feathers, de 15 fases cada, lançados nos dois updates seguintes, usavam a mecânica normal do jogo, com Red sem poderes e os passarinhos tendo de destruir as estruturas dos porquinhos.

O mais recente episódio lançado é de novembro de 2013, e se chama Short Fuse. Ele traz três novos power ups: um que traz uma nova habilidade para Bomb, que cria um pulso de energia quando explode; um que transforma qualquer pássaro em bomba; e poções coloridas que afetam os porquinhos, dando a eles as mesmas habilidades dos pássaros - a poção preta faz com que o porquinho exploda, a azul o transforma em três menorezinhos, e assim por diante. Short Fuse já tem dois capítulos de 15 fases cada, e um terceiro já está a caminho.

Sempre que um desses updates era lançado, a Rovio o incluía também na versão básica do jogo, para que quem ainda não o tivesse comprado pudesse comprá-lo já completo, sem ter que instalar um monte de updates - mas nunca aumentou o preço, e até chegou a oferecer o jogo, durante uma semana, em março de 2013, de graça, quando ele ocupou para o primeiro lugar da lista dos apps gratuitos mais baixados. Atualmente, Angry Birds conta com 11 episódios (10 deles numerados e um extra) e 450 fases (sem contar fases-bônus e Golden Eggs).

Com o sucesso no iOS, Angry Birds ganharia versões para diversos outros sistemas operacionais de celulares, incluindo Maemo, MeeGo, HP webOS, Android, Symbian^3, Series 40, Windows Phone, BlackBerry Tablet OS, Bada, Roku, BlackBerry 10 e o N-900 da Nokia. A versão Android se tornaria famosa por ser gratuita e trazer propagandas (já que a Google não permite apps pagos para Android em alguns países). Além de celulares, o jogo chegaria aos computadores, com versões para Windows, WebGL, Google+, Google Chrome e Mac OS X, nas quais era usado o mouse ao invés de um touchscreen. Até mesmo a televisão Samsung Smart TV ganharia uma versão, na qual era usado o sensor de movimento da TV para jogar. Apesar de a versão original para iPad ser paga, também seria lançada uma versão gratuita, com apenas algumas fases.

Além de Angry Birds Friends - que, nos updates seguintes, ganharia suas próprias versões dos episódios Poached Eggs e Mighty Hoax, além de dois episódios inéditos, Pigini Beach e Pig Tales - e de Bad Piggies, Angry Birds ganharia mais quatro spin-offs. O primeiro deles seria Angry Birds Seasons, lançado para iOS em outubro de 2010, e que mais tarde ganharia versões para Android, BlackBerry 10, Symbian, webOS, Windows, Windows Phone, Mac OS X e BlackBerry Tablet OS.

Angry Birds Seasons começaria despretensiosamente, como um episódio especial de Halloween, com três capítulos de 15 episódios cada, chamado Angry Birds Halloween, que deveria ser comprado separadamente do jogo original. Em dezembro do mesmo ano, seria lançado mais um episódio, dessa vez de Natal, com apenas um capítulo de 25 fases. Na ocasião, quem tinha comprado o episódio de Halloween recebeu o update que adicionou o episódio de Natal gratuitamente, mudando o nome do jogo para Angry Birds Seasons - mesmo nome sob o qual os episódios de Halloween e Natal seriam reunidos em um novo app. Em Angry Birds Seasons, o episódio de Halloween passaria a se chamar Trick or Treat, enquanto o de Natal se chamava Season's Greetings.

A partir de então, a cada data festiva seria lançado um novo episódio: em fevereiro de 2011, seria o de dia dos namorados (Valentine's Day), chamado Hogs and Kisses, com dois capítulos, um de 15 e um de 3 fases. No mês seguinte, seria o do Dia de São Patrício (Saint Patrick's Day), Go Green, Get Lucky, também com dois capítulos, um de 15 e um de 3 fases. Um mês depois, viria o de Páscoa, Easter Eggs, novamente com dois capítulos de 15 e 3 fases. Em junho, seria lançado o episódio de Verão, Summer Pignic, primeiro com a presença de Hal e com apenas um capítulo de 30 fases. E, em setembro de 2011, seria lançado um episódio especial para a Festa da Lua chinesa, chamado Moon Festival, com três capítulos, dois de 15 fases cda e um de 3 fases.

O episódio seguinte, novamente de Halloween, marcaria a estreia da "segunda temporada" de Angry Birds Seasons, trazendo mudanças gráficas, melhorias na jogabilidade e a estreia de Bubbles, antes mesmo de ele estrear no jogo original. Chamado Ham'o'ween, era dividido em dois capítulos de 15 fases cada. Em dezembro, seria lançado o segundo episódio de Natal, Wreck the Halls, com um capítulo de 25 fases. Em janeiro de 2012 seria a vez do lançamento de Year of the Dragon, em homenagem ao ano novo chinês, com um capítulo de 15 fases e a estreia do Mighty Dragon, a versão para esse jogo da Mighty Eagle. O episódio seguinte, Cherry Blossom, com mais um episódio de 15 fases, seria lançado em março, em homenagem à festa japonesa do Florescer da Cerejeiras. Piglantis, o novo episódio de Verão, com dois capítulos de 15 fases cada, seria lançado em junho, teria fases temáticas ambientadas em uma cidade submersa e um novo desafio: a água - pássaros, madeira e gelo boiam na água, mas porquinhos e pedras afundam, sem falar que, sob a água, os objetos se comportam de forma diferente. Em agosto, seria lançado Back to School, episódio de volta às aulas com um capítulo de 20 fases que marcaria a estreia oficial de Stella - mais uma vez, ela apareceria primeiro em Angry Birds Seasons, para só depois ser incorporada ao jogo original.

A terceira temporada seria inaugurada em outubro de 2013 com Haunted Hogs, episódio de Halloween com um capítulo de 20 fases que trouxe os novos blocos fantasmas, que sustentam as estruturas mas são atravessados, e não destruídos, pelos passarinhos. O terceiro episódio de Natal, Winter Wonderham, lançado em dezembro de 2012, tinha um capítulo de 25 fases e trazia o gelo, no qual pássaros, porcos e objetos escorregam. O último episódio lançado para a terceira temporada foi Abra-Ca-Bacon, de maio de 2013, com dois capítulos de 15 fases cada, em homenagem ao Dia do Circo. Dentre suas novidades, portais mágicos que teleportam os pássaros de um local para outro da tela e o novo poder Allaka-BAM, que faz surgir uma caixa de dinamite na estrutura, para ser detonada pelos pássaros. Os três episódios da terceira temporada possuem fases-bônus, acessíveis através de Golden Eggs.

Em novembro de 2013 seria inaugurada a quarta temporada, dessa vez não com um episódio de Halloween, mas com o de Natal, Arctic Eggspedition, com 25 fases de muito gelo e um novo item, o fogão explosivo. Assim como no jogo original, a versão mais recente de Angry Birds Seasons já traz todos os updates de todas as temporadas, contando com 17 episódios e 432 fases. Uma versão grátis, com apenas algumas fases, também foi lançada para iPad.

O terceiro jogo da série, Angry Birds Rio, seria lançado em março de 2011, no mesmo dia da estreia do filme Rio, com o qual dividiria uma campanha de marketing. Dessa vez, os pássaros são capturados por contrabandistas e levados para o Rio de Janeiro, e, ao longo das fases, ao invés de destruir os porquinhos, têm de salvar pássaros exóticos aprisionados em gaiolas, as quais estão em meio a estruturas de madeira, gelo e pedra e devem ser destruídas para libertá-los. Angry Birds Rio seria lançado para iOS, Android, Mac OS X, Windows, Symbian^3, HP webOS, BlackBerry Tablet OS e Windows Phone, e contaria com a participação de vários personagens do filme, como Blu, Jade, Luiz, Nigel e Mauro. Nigel e Mauro, aliás, são responsáveis pela estreia das boss battles em um jogo de Angry Birds, já que, em algumas fases, o objetivo, ao invés de destruir as estruturas e gaiolas, é derrotar os vilões.

Inicialmente, Angry Birds Rio tinha apenas dois episódios com dois capítulos de 15 fases cada, contando com a presença de Red, Jay, Jake, Jim, Chuck e Matilda. Em maio, seria lançado o episódio Beach Volley, com mais dois capítulos de 15 fases cada e a estreia de Bomb. Um mês depois, seria a vez de Carnival Upheaval, com mais dois capítulos de 15 fases cada. Em agosto, um update traria mais um episódio de dois capítulos de 15 fases cada e a estreia de Terence, Airfield Chase, além de um episódio secreto, acessado ao se encontrar um item escondido, com um capítulo de 15 fases e chamado Golden Beachball. Em novembro, seria lançado Smugglers Plane, que trazia a estreia de Hal e Bubbles e inicialmente tinha apenas um capítulo de 15 fases, mas com outro sendo lançado junto com um update em janeiro de 2012. Em março de 2012, um update nos gráficos e jogabilidade traria a Trophy Room, um conjunto de 18 fases secretas acessíveis ao se encontrar frutas especiais durante as fases regulares. Em dezembro de 2012, cada episódio ganharia 4 fases secretas, acessíveis ao se conseguir um determinado número de estrelas. O update seguinte viria em março de 2013, com o episódio Market Mayhem, novamente com dois capítulos de 15 fases cada. O último update até agora foi lançado em julho de 2013, trouxe mais um capítulo de 15 fases para Golden Beachball, que deixou de ser secreto e passou a ser o oitavo episódio do jogo, disponível desde o início, e acabou com a Trophy Room, espalhando as fases secretas pelos episódios regulares. Como de costume, a versão atual do jogo já vem com todos os updates, contando com 8 capítulos e 240 fases (sem contar as secretas).

Em março de 2012 seria lançado o quarto jogo da série, Angry Birds Space, para iOS, Android, BlackBerry 10, Windows Phone, Windows, BlackBerry Tablet OS e Mac OS X. Ambientado no espaço sideral, o jogo traz novas mecânicas, como diferentes gravidades em diferentes planetas - em alguns, os pássaros são lançados em câmera lenta e têm curto alcance, em outros, viajam super depressa e destroem tudo rapidamente. Em algumas fases, ambientadas no espaço em si, a gravidade de planetas próximos atrai ou repele os pássaros, dificultando a tarefa do jogador. Para compensar, o jogo traz um novo sistema de mira, para que não seja tão difícil descobrir onde cada pássaro vai cair. Também nas fases do espaço, alguns pássaros são protegidos do frio por uma bolha, e congelam se essa bolha estourar. Assim como Angry Birds Rio, Angry Birds Space possui boss battles, fases nas quais o objetivo é destruir um chefe acertando-o múltiplas vezes.

Angry Birds SpaceTodos os pássaros ganharam novas aparências - lembrando super-heróis - e codinomes: Super Red Bird (Red), Lightning Birds (Jay, Jake e Jim), Laser Bird (Chuck), Firebomb Bird (Bomb), Monster Bird (Terence), Atom Bird (Bubbles) e Space Eagle (Mighty Eagle). O jogo não conta com Matilda, Hal ou Stella, mas traz dois pássaros novos, o Ice Bird, que se parece com um cubo de gelo, e tem o poder de congelar porquinhos e objetos; e o Space Egg, que cria um buraco negro que atrai os porquinhos e objetos, mudando-os levemente de lugar. Os poderes dos demais pássaros permanecem inalterados, exceto por Terence, que agora assusta os porquinhos, fazendo com que tentem fugir, mudando um pouco de lugar - Chuck também ignora a gravidade quando sua velocidade aumenta, mas isso é apenas um detalhe ligado à mecânica do jogo, e não propriamente uma mudança. Os porquinhos são os mesmos do jogo original, com a adição de um Minion Pig de tamanho grande e do gigantesco Fat Pig, que requer mais dano ainda que um King Pig para ser destruído.

Inicialmente, Angry Birds Space vinha com dois episódios, Pig Bang e Cold Cuts, cada um com 30 fases, mais os Eggsteroids, versão Space dos Golden Eggs. Em abril seria lançado Fry me to the Moon e, em maio, Utopia, cada um com 10 fases. Em junho, Utopia ganharia mais 20 fases, e, em julho, seria lançado o episódio especial Danger Zone, com 30 fases bem mais difíceis e desafiadoras que as do resto do jogo. Em agosto, junto com a chegada da sonda Curiosity a Marte, seria lançado o episódio Red Planet, com 20 fases, ganhando mais 10 no update seguinte, em novembro, que também trouxe uma fase-bônus para cada episódio lançado até então (exceto Danger Zone), acessível conseguindo a destruição total com a Space Eagle. Em janeiro de 2013 viria o episódio Pig Dipper, com 30 fases e a adição da água ao jogo, além de trazer três power ups, um que transforma um pássaro em cinco, um que infla os porquinhos e um que permite usar o Space Egg em qualquer fase. O último update até agora é de setembro, se chama Cosmic Crystals, tem 30 fases e traz planetas de cristal, que podem ser destruídos. Como de costume, a versão mais recente de Angry Birds Space já traz todos os updates, tendo 8 episódios (7 numerados mais a Danger Zone) e 210 fases (sem contar fases-bônus e Eggsteroids).

Em setembro de 2012, os três primeiros jogos da série (Angry Birds, Angry Birds Seasons e Angry Birds Rio) seriam reunidos em uma coletânea chamada Angry Birds Trilogy, lançada inicialmente para Nintendo 3DS, PlayStation 3 e Xbox 360, e em agosto de 2013 para Wii, Wii U e PlayStation Vita. Angry Birds Trilogy traz todas as fases disponíveis para esses três jogos até então, e mais algumas fases exclusivas, criadas especialmente para a coletânea.

O quarto jogo da série, Angry Birds Star Wars, eu vou pedir desculpas mas vou deixar para uma próxima, porque esse post já está enorme e esse jogo tem muita informação.

Os Angry Birds já são considerados um dos maiores fenômenos da cultura pop, podendo ser encontrados em todo tipo de merchandising - desde brinquedos e desenhos animados até roupas e material escolar. Seu próximo jogo, inclusive, nem será de estratégia, e sim um jogo de corrida de karts, devido à sua popularidade com as crianças. E tudo isso começou porque alguém achou bonitinho um passarinho sem pernas com cara de enfezado.

1 enfiaram o nariz:

Eu Mesmo disse...

Vale ressaltar que o "Angry Birds", ainda que divertido pra caramba, não é totalmente original: outros jogos já tinham essa proposta de "derrubar a fortaleza", como o "Castle Clout" e o "Crush the Castle", escritos em "Flash" e disponíveis na internet. Os criadores do "AB" foram só os primeiros a marquetar bem a ideia.

(Na verdade, acho que o ancestral de todos foi um joguinho escrito em "Basic" chamado "Gorillas", onde dois gorilões monocromáticos jogavam bananas explosivas um no outro e os jogadores tinham que digitar o ângulo e a velocidade dos lançamentos. Ele deu origem a outro descendente ilustre, o "Worms", que pavimentou o caminho para outros, como a sensação atual (pelo menos entre os filhos dos meus amigos) "Gun Bound".

2:03 PM

Postar um comentário