domingo, 22 de janeiro de 2006

Tartarugas Ninja (I)

Semana passada, enquanto eu escrevia sobre World Heroes, me lembrava de outros jogos de videogame da época, que eu achava (e continuo achando) muito mais divertidos que os de hoje, apesar de mais simples. Um dos jogos que me veio à mente foi o de arcade das Tartarugas Ninja. Taí uma coisa que eu gosto pra caramba, e sobre a qual eu ainda não tinha falado. Peguem sua pizza, portanto, pois o post de hoje tem força de tartaruga!

TMNT em quadrinhosPouca gente sabe, mas a primeira aparição das Tartarugas não foi no desenho animado que costumava passar nas manhãs da Globo, mas em uma história em quadrinhos, publicada de forma independente em 1984 pelos artistas Kevin Eastman e Peter Laird. Tudo começou meio sem querer em uma tarde, quando ambos estavam buscando novas idéias, e Eastman decidiu desenhar uma tartaruga com bandana, empunhando nunchakus. Ambos acharam o desenho muito engraçado, devido ao contraste entre a velocidade das tartarugas e da arte do ninjitsu, claramente incompatíveis. De tão inusitada, eles decidiram desenvolver a idéia, e acabaram criando uma equipe de quatro tartarugas, cada uma especializada em uma arma oriental.

Graças a uma ajuda financeira do tio de Eastman, os dois amigos conseguiram imprimir 3000 cópias de Eastman and Laird's Teenage Mutant Ninja Turtles, em formato magazine (do tamanho da Caras, por exemplo), em preto-e-branco e papel de jornal. Não se tratava de uma história "séria", mas de uma grande sátira aos super-heróis da época, principalmente aos Novos Mutantes e ao Demolidor. No enredo, após um acidente com material radioativo que deixaria um menino cego (sim, a origem do Demolidor), tal material radioativo atingiria quatro tartarugas, que estavam sendo levadas em uma caixa por outro menino. Com o susto, este menino deixa cair as pobres tartarugas no esgoto. Paralelamente a isso, um mestre ninja de nome Hamato Yoshi imigra do Japão para os EUA, pois se envolvera em um triângulo amoroso que culminara com a morte de seu amigo Oroku Nagi. Yoshi tem um rato de estimação, de nome Splinter, que aprendeu ninjitsu imitando-o durante seus treinamentos. Oroku Saki, o maligno irmão de Nagi, porém, segue Yoshi atrás de vingança, e o mata. Splinter, entregue à própria sorte, foge para os esgotos, onde encontra as tartarugas e o material radioativo. Os cinco animais então são afetados, assumindo forma antropomórfica e obtendo a capacidade de falar.

Splinter, sendo um mestre do ninjitsu, decide adotar as quatro tartarugas como seus pupilos, e treiná-las para que um dia se vinguem de Saki, que assumiu o pseudônimo de Destruidor, e agora comanda o submundo de Nova Iorque, graças a seus subordinados do Clã do Pé (uma sátira ao Tentáculo, clã ninja inimigo do Demolidor, cujo nome em inglês é hand, "mão"). Para batizar seus "filhos", ele escolhe nomes de grandes artistas da Renascença, Leonardo, Donatello, Raphael e Michelangelo. Splinter também decide que cada um se especializará em uma arma (katana, bo, sai e nunchaku, respectivamente) para maximizar suas habilidades como equipe.

Eastman e Laird levaram sua recém-criada história a uma convenção de quadrinhos em New Hampshire, onde toda a tiragem se esgotou rapidamente, fazendo das Tartarugas um sucesso instantâneo, que atraiu o interesse da Mirage Studios, com a qual eles fecharam contrato para uma série regular, ainda em preto-e-branco. Nesta série, novos personagens foram introduzidos, como a repórter April O'Neil, o vigilante Casey Jones, o cientista Baxter Stockman, e a raça alienígena Ultrom. Eventualmente, as Tartarugas conseguiram matar o Destruidor, mas, graças a um ritual místico, ele retornou dos mortos, e continuou sendo seu grande inimigo até a edição 11, onde foi decapitado por Leonardo. Nesta época, as Tartarugas já eram um grande fenômeno, com milhares de produtos associados, e seus criadores, não conseguindo mais cuidar da revista, chamavam "artistas convidados" para fazer as histórias, o que acabou quebrando a continuidade. Somente na edição 50 a continuidade foi reestabelecida, quando os autores originais reassumiram o comando e começaram uma nova saga, que duraria até o último número da revista, o 62, de 1993. Dois meses depois foi lançada uma nova série, totalmente em cores, que ficou conhecida como Volume 2. Esta série só durou 13 edições, sendo cancelada em 1995 devido à baixa vendagem. Em 1996 o artista Erik Larsen assumiu a produção dos quadrinhos, lançando o que seria conhecido como Volume 3, pela Image Comics, novamente em preto-e-branco. Modificações arriscadas nos personagens (Leonardo perdeu uma das mãos e Donatello foi transformado em ciborgue, por exemplo), levaram à ira dos fãs, e ao cancelamento da revista após 23 edições, em 1999. Os eventos do Volume 3 não são considerados oficiais na cronologia das Tartarugas.

TMNT em desenhoPois bem, quando o "Volume 1" estava no auge de seu sucesso, Eastman e Laird receberam uma proposta dos estúdios Murakami-Wolf-Swenson, para transformar a série em um desenho animado. Tendo estreado em dezembro de 1987, o desenho das Tartarugas Ninja se tornou um dos maiores sucessos da década de 80 e início da de 90, tanto que a maioria das pessoas acredita que o desenho veio primeiro. O desenho, porém, não é fiel aos quadrinhos, sendo muito mais infantil, e com várias diferenças na história. Splinter, por exemplo, é o próprio Yoshi, que, depois de ser traído por Oroku Saki e expulso de seu clã, viaja para os EUA e passa a morar nos esgotos, onde encontra as quatro tartarugas, derrubadas acidentalmente por seu dono nos esgotos. Um dia, uma estranha substância atinge os quatro, transformando as tartarugas em seres humanóides, e Yoshi em um rato humanóide. Outra diferença é que o Destruidor, ao invés de ser um chefão do crime organizado, é uma espécie de supervilão, aliado de Krang, um alienígena que planeja dominar o mundo com sua tecnologia avançada, e usa como fortaleza um enorme tanque chamado Tecnódromo. Os soldados do Clã do Pé sequer são ninja, mas robôs criados pela tecnologia de Krang. Uma mudança menor, mas sempre notada pelos fãs mais puristas, é que no desenho cada tartaruga tem faixas de uma cor (azul, roxo, vermelho e laranja), enquanto nas poucas ilustrações coloridas dos quadrinhos, todas têm faixas vermelhas. Além de tudo isso, o desenho ainda traz muitos personagens novos, a maioria buscando torná-lo mais cômico, como os vilões Bebop (javali) e Rocksteady (rinoceronte), e os repórteres Irma e Vernon.

O desenho das Tartarugas conseguiu a proeza de ficar no ar por dez temporadas, até 1996, com 193 episódios. Ainda assim, o que acontece no desenho não é considerado oficial pela Mirage Studios, e Eastman e Laird nunca utilizaram nenhum dos personagens criados especialmente para o desenho em nenhum de seus trabalhos. Porém, a enorme maioria do merchandising das Tartarugas, como os jogos de videogame, é associado ao desenho e, contraditoriamente, os fãs do desenho consideram apenas o desenho como oficial, ignorando os quadrinhos. Pensando nestes fãs, a Archie Comics lançou uma série em quadrinhos com traços e histórias parecidas com a do desenho, que durou de 1988 a 1995.

TMNT em filmeO sucesso do desenho também levou à produção de três filmes. O primeiro, As Tartarugas Ninja, foi lançado em 1990, com marionetes criadas pelo mago dos bonecos Jim Henson. O enredo deste filme é muito mais fiel aos quadrinhos, sendo uma adaptação quase literal da primeira saga. O segundo filme, As Tartarugas Ninja 2: O Segredo do Ooze, de 1991, foi mais no estilo do desenho, com um clima mais light e cômico. Isso se deveu principalmente a reclamações dos pais americanos, que acharam o primeiro filme muito violento - neste filme, exceto por Donatello, nenhuma das Tartarugas usa suas armas. Mesmo sendo parcialmente inspirado no desenho, Eastman e Laird se recusaram a colocar Bebop e Rocksteady no filme, criando dois novos vilões para o seu lugar. O terceiro e último filme, As Tartarugas Ninja 3, foi lançado em 1993, e trouxe mais uma adaptação dos quadrinhos, em uma história onde as Tartarugas viajam no tempo até o Japão feudal para salvar April, que foi parar lá por acidente. Como as Tartarugas voltaram a usar suas armas, e haviam muitas batalhas, os estúdios Henson se recusaram a fazer os bonecos do filme, alegando que ele era violento e inapropriado para crianças. A produção então passou aos estúdios All Creature Effects.

A All Creature Effects ainda trabalharia em um novo projeto das Tartarugas, uma série live action chamada As Tartarugas Ninja: a Nova Mutação, lançada em 1997. A série começava exatamente onde o terceiro filme parou, e introduzia um novo personagem, uma tartaruga mutante fêmea chamada Vênus de Milo. Devido à baixa audiência, esta série foi cancelada após uma única temporada. Antes disso, bizarramente, as Tartarugas tiveram um crossover com os Power Rangers durante alguns episódios da série Power Rangers no Espaço.

Em 2001, Peter Laird decidiu tentar um revival das Tartarugas, primeiro com uma nova série em quadrinhos, conhecida como Volume 4, de volta pela Mirage Studios. Esta série é bimestral, e começa 15 anos após onde o Volume 2 parou, ignorando o Volume 3. Em 2004 também foi lançada uma segunda revista, Tales of the TMNT, que conta o que aconteceu durante estes 15 anos. Tales of the TMNT, aliás, também foi o nome de uma minissérie em quadrinhos, lançada em 1987, com sete edições.

O sucesso do Volume 4 levou à produção de um novo desenho animado, desta vez pela Fox. Este desenho é muito mais fiel aos quadrinhos, tendo um clima mais adulto, mas ainda assim amenizado para poder ser assistido por crianças. O desenho estreou em 2003, acompanhado de uma minissérie em quadrinhos de sete edições publicada pela Dreamweave Comics, e atualmente está em produção sua quarta temporada. Devido a modificações feitas na personalidade das Tartarugas, na origem do Destruidor (que agora é um Ultrom) e à ausência de personagens como Bebop e Rocksteady, raramente os fãs do primeiro desenho gostam também deste novo, embora este já tenha conseguido uma grande quantidade de fãs, muitos deles fãs dos quadrinhos que não gostavam do primeiro desenho por considerá-lo infantil. Todo o merchandising lançado após a estréia da nova série é relacionado a ela, como os três mais recentes jogos de videogame. Também está sendo produzido um novo filme baseado nesta nova série, onde as Tartarugas serão personagens digitais.

Para finalizar, uma curiosidade: Na Grã-Bretanha, até o ano 2000, as Tartarugas eram conhecidas como Teenage Mutant Hero Turtles, pois uma lei proibia várias palavras de figurar em produtos para crianças - e, por alguma razão, "ninja" estava entre elas.

0 enfiaram o nariz:

Postar um comentário